Paredes em destaque: dicas de como revesti-las com tijolinhos aparentes! 

 

Tijolinhos estão sempre em alta – seja o de barro, plaquetas ou os de demolição. A verdade é que eles são perfeitos para qualquer estilo de decoração. Para te ajudar, alguns profissionais reuniram dicas preciosas. Acompanhe!

 

Projeto: Oliva Arquitetura Foto: Renan Soares

O tijolo aparente ou tijolo a vista é um revestimento que sempre tem sua tendência reafirmada. Ele encanta e surpreende, é quase um amor ao primeiro tijolinho – brincadeiras à parte! Além de esteticamente atraente, o material combina com diversos estilos, desde o rústico até o clássico.

Se você deseja transformar as paredes da sua casa utilizando os tijolinhos, mas têm dúvidas de qual material escolher, como combinar ou onde é possível colocá-los, o escritório Ieda e Carina Korman, da Korman Arquitetos e o trio de arquitetas Bianca AtallaElisa Ju e Fernanda Mendonca, da Oliva Arquitetura, trouxeram dicas incríveis que vão te ajudar na hora da escolha. Confira!

1- Quais os materiais existentes?

 

A parede de tijolos aparentes, originais do apartamento, compõe o décor descolado e serve de suporte para várias obras de arte contemporâneas, incluindo uma peça da artista Tomie Ohtake. Projeto: Korman Arquitetos. Foto: JPIMAGE.

Para uma parede de tijolos aparentes, podemos lançar mão de três materiais: maciço – que é o tijolo de barro tradicional, habitualmente utilizado nas construções. “Geralmente encontramos esse modelo nas cores vermelho, palha e mesclado”, diz Fernanda Mendonça.  Também existem as plaquetas, que são opções com menos espessura e maior variedade de tons, ou ainda os tijolos de demolição – que são peças reutilizadas e que têm um aspecto mais rústico e marcante.

“É possível obter esse acabamento de três maneiras – expondo os tijolos já existentes, construindo a parede com esse objetivo e, por último, utilizando revestimentos que imitam tijolos, como os modelos feitos de porcelanato”, explica Bianca Atalla.

 

2- Contraindicações

Para essa sala de estar, as arquitetas do escritório Oliva Arquitetura usaram o tijolo aparente para revestimento na cor palha. O tijolinho também recebeu uma pintura misturada com água e depois foi lixado, para ficar mais claro em alguns pontos específicos. Projeto: Oliva Arquitetura. Foto: Julia Ribeiro.

 

A arquiteta Carina Korman revela que não recomenda utilizar tijolinhos em área com umidade – como banheiros e cozinhas – pois se trata de um material poroso. “O contato direto com água acaba danificando o produto, que se desfaz. Nesses ambientes, o ideal é colocar um revestimento que não seja poroso, como o porcelanato”, indica.

 

3- Quais os cuidados é preciso ter com a parede antes de colocar os tijolos?

A parede de tijolinhos foi feita com o modelo de barro tradicional, na qual foi aplicada uma tinta rala, dissolvida em água por toda superfície. Para completar, depois que a tinta secou, o revestimento foi lixado para alcançar o acabamento desgastado desejado. Projeto: Oliva Arquitetura Foto: Julia Ribeiro

Se a parede estiver lisinha, ou seja, acabada com massa e pintura, o ideal é que se faça uma série de recortes ao longo da superfície para a massa aderir melhor e o revestimento de tijolo ficar bem firme após a instalação. A arquiteta Elisa Ju ainda pede atenção: antes de criar uma parede de tijolos aparentes, é importante verificar se o imóvel não possuiu tijolos maciços em sua estrutura – principalmente quando a casa ou apartamento são antigos. “Com o tratamento adequado é possível deixar os tijolos aparentes, após descascar e fazer um acabamento de massa e uma pintura na parede”, indica.

Outro cuidado que se deve ter durante a instalação é se atentar a caixinhas de elétrica na parede que irá receber o revestimento: dependendo da espessura do tijolo escolhido, talvez seja necessário trazê-la para frente.

 

4- Como combinar o tijolo aparente com diversos estilos de decoração?

 

Os tijolinhos foram pintados de branco para clarear os ambientes do loft e dar um ar mais feminino ao décor. A cabeceira de laca cinza traz nichos em ambos os lados, que fazem às vezes de criado-mudo. Para maximizar o conforto, há uma parte estofada que brinca com estampa geométrica.  Projeto: Korman Arquitetos. Foto: JPIMAGE.

O tijolinho é um verdadeiro coringa, basta saber emprega-lo. Para quem gosta do efeito do tijolinho, mas tem medo do ambiente ficar rústico demais, o trio de arquitetas da Oliva Arquitetura recomenda instalar o material com junta seca – ou seja, não colocar argamassa de assentamento cinza entre as peças. Isso deixa o resultado mais leve e refinado.

Quem gosta de uma decoração mais impactante pode optar pelas peças com cores mais abertas, como o tijolo vermelho tradicional. Para aqueles que buscam um visual mais discreto, por sua vez, o ideal é seguir com tons mais claros, como a palha. O importante é combinar o revestimento com o estilo pessoal de cada um e com o restante da decoração da casa.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.