O forno de embutir

Post de hoje é para falar sobre vantagens e desvantagens do forno de embutir. O legal do forno de embutir é a possibilidade de coloca-lo no local que quiser para aproveitar os espaços da cozinha. Por exemplo, coloca-lo em uma altura legal, que não se precisasse ficar abaixando para colocar ou tirar o prato, como acontece com fogões convencionais.

A maior duvida para começar é qual escolher forno a gás ou elétrico.

Forno a gás  03Foto – Modelo Brastemp

Forno a gás

Vantagens

Quase não gasta energia elétrica. Somente a usa para gerar faísca ou para acender a lâmpada.

É mais rápido que o forno elétrico tanto para esquentar, quanto para esfriar.

Para quem tem gás natural encanado, pode ser uma ótima forma de economizar.

Em utilizações frequentes ele é mais econômico.

É considerado a melhor opção para pratos que precisam de um longo tempo de cozimento, como assados em geral, por exemplo.

Mesmo que acabe a energia elétrica você pode continuar fazendo o prato!

Desvantagens

A temperatura de um forno a gás pode não ser tão precisa quanto um forno elétrico pois ele não a distribui uniformemente. Então é preciso maior atenção nas receitas rápidas.

Necessita da conexão com a rede de gás, então não esqueça de ver quantas saídas de gás tem na sua cozinha. As vezes não é possível ligar forno e cooktop ao mesmo tempo.

O controle de temperatura é por termostato, mas mesmo assim não é tão preciso e pode afetar preparações mais delicadas como doces, por exemplo.

Mais difícil de limpar do que o forno elétrico.

A instalação é um pouco mais cara. Necessita de mão de obra especializada.

Tem risco de vazamento de gás.

Não gratina alimentos. Somente isso acontece se tiver a função grill (resistência elétrica).

forno-a-eletrico-03Foto – Modelo Brastemp

Forno elétrico

Vantagens

Possuem maior controle de temperatura.

Desliga automaticamente no fim do preparo se programado.

A distribuição do calor é melhor, principalmente se tiver ventoinha (forno combinado), possibilitando assar mais itens ao mesmo tempo.

Assam o alimento por igual.

Mais fácil de limpar.

Maior velocidade no preparo.

Tem mais variedades de tamanhos para um melhor aproveitamento de espaço na cozinha.

Precisa de apenas uma tomada aterrada (geralmente 220v).

Mantém o calor por mais tempo mesmo depois de desligado. Isso é útil para manter os pratos quentes.

Você pode escolher a função do calor no chão do forno ou no teto para o grill.

Geração de calor mais segura do que o gás natural.

Desvantagens

Consome cerca de 40% a mais de energia elétrica do que o forno a gás.

Poucos são bivolt.

Necessita de móvel planejado.

Custo mais elevado.

O preparo pode ser perdido se faltar energia.

Demora mais para esquentar e esfriar (cerca de 20 minutos para atingir a temperatura).

Conclusão: para quem usa o forno no dia-a-dia com coisas básicas como bolo, lasanha, assados, vale a pena comprar o modelo a gás que supre muito bem e economiza em questão de eletricidade, mas se utiliza para fins comerciais, é melhor um forno elétrico que tem melhor distribuição de calor na hora de assar.

Acompanhe o blog nas redes sociais seguindo:

Facebook   ❤  Instagram  ❤  Youtube  ❤  Twitter

Anúncios

Autor: Taiane Falk

Meu nome é Taiane Falk, formada em Design de produto sou apaixonada pela profissão e todas as suas mil possibilidades. Aqui no blog vou compartilhar ideias para decoração, projetinhos de faça você, viagens e muito mais. Então aproveitem!

12 pensamentos

  1. interessante..mas sou um pouco contrario a alguns d seus pontos…experiencia d quem possui cooktop e forno a quase 20 anos…ambos precisam d um móvel planejado pois são d embutir, e no caso do elétrico não existe bivolt, justamente por conta do consumo corrente elétrica x amperagem, por isso q tb não existe chuveiro 110…quanto a esquentar e esfriar ou mesmo o tempo q se demora para tal, é o mesmo…este tipo d equipamento possui isolamento térmico ao redor da caixa cocção e todo o resfriamento ou aquecimento funciona por convecção forçada, geralmente pela frente, pois todas as laterais do móvel não podem esquentar…o comparativo d consumo tb é errado já q o referencial foi o modelo a gás…particularmente, com anos d uso, acredito q o elétrico é insuperável por conta da facilidade d instalação e pela forma rápida com q ele trabalha e prepara os alimentos do jeito q se quer…agora, quanto a não poder fazer alguma coisa por falta d energia, só sugeriria o modelo a gás para locais q possuem muita queda d energia ou apagões constantes, possibilidades estas pouco comuns nos dias atuais…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.